26.03.2018 | 17h52

A Loja da Corrupção da Netflix

Em meio à polêmica causada pela série O Mecanismo, de José Padilha, que deixou os petistas irados, ao atribuir uma frase do senador Romero Jucá ao personagem que interpreta Lula, a Netflix deu mais uma tacada agressiva de marketing.

A empresa inaugurou nesta segunda-feira, nos aeroportos de Brasília e Congonhas, um showroom batizado de Loja da Corrupção, para promover a série, criada e dirigida por Padilha. Em suas vitrines, a “loja” exibe cuecas com bolsos laterais para colocar dinheiro, tornozeleiras eletrônicas de vários modelos, entre outros itens que remetem aos escândalos de corrupção no País. Do jeito que está a coisa em Brasília, é melhor o pessoal não passar nem na porta. / J.F. e L.P.

Atualizado em 27/03 às 13h52

VOLTAR PARA O ESTADÃO