06.12.2018 | 08h06

A ‘limpeza’ na Esplanada

Uma preocupação tem sido passada por Jair Bolsonaro e pelos principais auxiliares aos que são sondados para ocupar ministérios ou postos de chefia no próximo governo: a necessidade de demitir ou afastar de qualquer posto decisório quem tenha filiação ao PT ou a partidos de esquerda e tenha ocupado cargos de confiança nos governos petistas. Quando os sabatinados argumentam que muitas dessas pessoas são servidores concursados e não podem ser demitidos, ouvem que “não interessa” e que a ordem é promover uma limpeza nas pastas. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO