13.07.2018 | 17h20

A ‘lei de Talião’ de Jair Bolsonaro

Falar que o pré-candidato Jair Bolsonaro deu uma “declaração polêmica” já é eufemismo. Nesta sexta, durante sua passagem por Marabá, no Pará, o deputado federal revelou sua receita para resolver um dos homicídios recentes que aconteceram no Estado, uma versão tupiniquim da famosa “lei de Talião”.

Discursando ao lado de Silvério Fernandes, irmão do empresário Luciano Fernandes, assassinado em maio deste ano por suposta disputa de terras, Bolsonaro disse que os responsáveis pelo crime não merecem a lei, e sim o famoso “olho por olho”. “Esses marginais que cometeram esse crime não merecem lei, não. Merecem é bala!”, disse.


VOLTAR PARA O ESTADÃO