15.08.2018 | 07h48

A Lava Jato como propaganda

Ao colar em Sergio Moro e tentar puxar a Lava Jato para seu palanque, Alvaro Dias copia estratégia usada por Silvio Berlusconi na Itália, na esteira da Operação Mãos Limpas. Por lá não colou. Bruno Boghossian compara os estratagemas em sua coluna na Folha para criticar a “indignação superficial” do candidato do Podemos.

“O candidato pode até ter boas intenções, mas o aceno recorrente ao juiz e a retórica indignada não passam, por enquanto, de um jogo de imagens. Político há 50 anos, o presidenciável tenta a todo custo ser o representante da antipolítica”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO