10.02.2019 | 16h00

A ira dos evangélicos com Mourão

Os evangélicos, segmento que é importante no apoio a Jair Bolsonaro, têm engrossado o coro de insatisfação com o vice-presidente, Hamilton Mourão, e vão pressionar para que o presidente o desautorize publicamente em temas como a transferência da embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém e aborto, informa o Estadão. O bloco anti-Mourão no bolsonarismo conta também com os filhos de Bolsonaro e o guru e ideólogo Olavo de Carvalho.

“Vamos cobrar (do Bolsonaro) o cumprimento daquilo que foi tratado. Se o Mourão está a serviço de algum grupo de interesse contrário a que isso aconteça, tenho convicção que ele perdeu essa queda de braço. Mourão é um poeta calado. Sempre que abre a boca cria um problema para o governo”, diz ao jornal o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM), líder da bancada evangélica.


VOLTAR PARA O ESTADÃO