07.10.2018 | 20h31

A humilhação de Dilma e Pimentel em Minas

Entre todas as disputas nos Estados, talvez nenhuma seja tão simbólica quanto a de Minas Gerais, onde o petista Fernando Pimentel, atual governador, não deve nem ir para o segundo turno, e a ex-presidente Dilma Rousseff, que dava como favas contadas a sua eleição, ficará fora do Senado.

Pimentel, com 22,6% dos votos, foi superado pelo senador tucano Antonio Anastasia e pelo calouro Romeu Zema, do Novo, cujo desempenho foi surpreendente. Dilma, por sua vez, não passou de um humilhante quarto lugar, com 15% dos votos.  Mais que uma questão regional, porém, o resultado em Minas revela a enorme rejeição a duas figuras chaves do petismo no plano nacional, ambas muito próximas de Lula. Para completar o inferno astral do PT mineiro, o tucano Aécio Neves ainda conseguiu garantir uma vaga para a Câmara dos Deputados. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO