26.10.2018 | 20h01

A hora da tensão eleitoral

O pedido feito pela cúpula do PSL para acompanhar a apuração das eleições na sala-cofre do TSE elevou a tensão da disputa pelo Planalto. A mensagem passada pelo partido com o gesto, que nem se trata de uma novidade, é que Jair Bolsonaro e seus aliados desconfiam da possibilidade de fraude na apuração.

O TSE deverá aceitar o pedido, que inclui também a presença de observadores da campanha de Fernando Haddad dentro da sala. E mostra o nível da pressão que as campanhas farão sobre a Justiça Eleitoral até o fim da disputa. /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

BolsonaroTSE
VOLTAR PARA O ESTADÃO