04.04.2018 | 14h57

A ginástica retórica de Gilmar

Gilmar Mendes faz uma verdadeira ginástica verbal para justificar a mudança de posição em menos de dois anos sobre o momento em que se deve começar a cumprir pena após condenação em segundo grau.

Conta com a ajuda de dois aliados de ocasião, ambos adversários históricos: Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO