28.04.2018 | 10h46

A estratégia do centrão

Enquanto a maioria presta atenção nas eleições presidenciais, o centrão traça sua estratégia e aposta as fichas na eleição no Congresso, analisa João Domingos no Estadão.

As alianças com candidatos fortes aos governos estaduais e boas coligações são essenciais para a garantia de uma boa bancada, opina o colunista. “No presidencialismo de coalizão do Brasil o partido que eleger um número razoável de deputados terá boa chance de garantir um pedaço do governo. Pouco interessa quem será o vencedor.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO