20.05.2018 | 09h46

‘A esquerda deve unir liberdade e igualdade’

Em artigo publicado no Estadão neste domingo, 20, o tradutor e ensaísta Luiz Sérgio Henriques, um dos organizadores das obras de Gramsci no País, diz que as ideias de Marx, apesar de terem inspirado regimes totalitários, acabaram por ampliar a base de Estados liberais, apoiados numa leitura “revisionista” de seu legado.

Henriques afirma que hoje, após a ruína da maioria dos regimes que diziam encarnar a doutrina do filósofo, parece readquirir o poder de inspirar uma visão do “presente como história”, com uma  novidade: o horizonte insuperável do tempo só pode ser o Estado Democrático de Direito. “As regras do Estado Democrático de Direito devem ser plenamente assumidas por uma esquerda que saiba aprender, ou reaprender, a conjugar liberdade e igualdade.”


Mais conteúdo sobre:

MarxLuiz Sérgio Henriques
VOLTAR PARA O ESTADÃO