14.11.2018 | 17h12

A era Olavo no Itamaraty

A escolha de Ernesto Araujo como chanceler por Jair Bolsonaro mostra a influência do filósofo Olavo de Carvalho na formulação da política externa do futuro governo.

Araujo caiu nas graças do guru do bolsonarismo com um texto intitulado “Trump e o Ocidente” em que criticava o “globalismo”. O artigo foi publicado na revista Cadernos de Política Exterior, do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (IPRI). O texto foi incensado por Carvalho e aproximou Araújo das hostes bolsonaristas. / Vera Magalhães

Documento



VOLTAR PARA O ESTADÃO