13.01.2019 | 14h58

A ‘endireitada’ do Rio

As últimas eleições mostraram a força do voto conservador, incluindo a eleição sociais presidente Jair Bolsonaro. Essa onda atingiu fortemente também o Rio de Janeiro, que acabou sendo o Estado que mais emplacou parlamentares de direita no novo Congresso, segundo reportagem do Estadão. Ao todo, o Rio terá uma troca de 12 parlamentares de centro e 3 de esquerda por 15 de direita. O governador do Estado, Wilson Witzel, pertence ao PSC e também é de direita. A capital do Rio já tinha um prefeito conservador desde 2016, com a eleição de Marcelo Crivella (PRB)

Na esteira do sucesso de Bolsonaro, o PSL foi o partido que mais se beneficiou desse voto conservador, pulando de 1 deputado eleito em 2014 para 52 deputados agora, além de 4 senadores.

 

 


 

Mais conteúdo sobre:

direitaPSLRio de Janeiro
VOLTAR PARA O ESTADÃO