04.10.2018 | 13h34

‘A elite cansou de ser chamada de fascista’

Em artigo publicado na Folha nesta quinta-feira, 4, a jornalista Mariliz Pereira Jorge  diz que a elite não aguenta mais ser chamada de fascista, como fez Fernando Haddad para explicar sua rejeição.

“O PT não aprende. Não entende que o crescimento, e possível vitória, de um candidato raso de ideias e grosso no autoritarismo não é porque a ‘elite’, da qual a classe média faz parte, é fascista”, afirma. “A maioria cansou não apenas da roubalheira do PT, mas também de ser chamada de machista, racista, homofóbica. Cada vez que alguém diz que todo homem é um estuprador em potencial, que tem nojo da elite, que Lula será solto, Bolsonaro fica mais perto da Presidência. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO