13.01.2019 | 14h29

A confusão inicial do governo

Em sua coluna no Estadão, Eliane Cantanhêde descreve o que considera a confusão do governo federal nos seus primeiros dias de funcionamento. Para ela, “a estreia do governo Jair Bolsonaro produziu menos decisões e metas do que recuos e confusões”.

“A sociedade, o mercado e o próprio governo não sabem até agora qual será a proposta para a Previdência, nem mesmo as idades mínimas para homens e mulheres e o regime para as três Forças. Mas todo mundo descobriu que o presidente fala sem pensar e estar devidamente informado, os ministros são obrigados a desmenti-lo e está uma confusão”, escreve Eliane.

 


Mais conteúdo sobre:

BolsonaroEliane Cantanhêde
VOLTAR PARA O ESTADÃO