10.09.2018 | 08h38

A chance de Haddad

Em artigo publicado nesta segunda-feira no Globo, Demétrio Magnoli aposta que Fernando Haddad, que ele chama de “o Lula de reposição”, tem grande chance de vencer o pleito se for ao segundo turno contra Jair Bolsonaro. E afirma que o petista teria uma chance de apontar um caminho de refundação para o PT e a esquerda se mudasse a narrativa do partido ainda durante a campanha.

“O reconhecimento franco de um certo número de realidades ancoraria as expectativas do mercado, estabeleceria as fundações de um amplo acordo anti-Bolsonaro no segundo turno e eliminaria o espectro do estelionato eleitoral. Paralelamente, reconciliaria o PT com o futuro, inaugurando o pós-lulismo. Haddad pode ousar, refundando a esquerda brasileira, ou optar inercialmente pelo destino de Dilma.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO