15.08.2018 | 07h16

A carta de Lula

Na versão preliminar à carta que deve ser lida em seu nome no ato do PT nesta quarta-feira, Lula diz que não pretende “morrer nem renunciar”, e insiste em que o TSE lhe conceda o registro da candidatura, mesmo preso. A versão inicial do texto foi adiantada pelo Painel da Folha, que também informa que ela será lida no ato em Brasília por Fernando Haddad.


VOLTAR PARA O ESTADÃO