16.08.2018 | 07h48

A candidatura fake de Lula

A candidatura de Lula é uma farsa. Ou “fake”, para “usar o termo da moda”, como opina William Waack em sua coluna do Estadão nesta quinta-feira. “O script do fake lulista está perfeitamente descrito no artigo de opinião que publicou no (desavisado?) New York Times. É a mesma narrativa de muitos anos atrás, a do pobre (com patrimônio de 7,9 milhões declarado à justiça eleitoral) representante de anseios populares perseguido por elites raivosas aliadas à imprensa e o Judiciário”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO