02.11.2018 | 09h39

A busca do ‘Plano Real da Corrupção’

Na posição de “soldado sem medo de morrer”, o juiz Sérgio Moro se antecipa ao movimento dos condenados ao mudar de Curitiba para Brasília, dado que a capital federal passa a ser o próximo destino de alguns batalhões inimigos. Assim como o então ministro FHC na gestão de Itamar Franco, Moro busca seu “Plano Real da Corrupção”, escreve Luiz Weber, na Folha.

“Com essa transferência, questões essenciais surgirão. A execução da pena após segunda instância será mantida? As delações serão garantidas? O entendimento atual sobre o alcance da lavagem de dinheiro permanecerá íntegro? Apesar da sintonia atual das decisões de Curitiba com a opinião pública, o STF deverá debatê-las, ajustá-las, se assim entender”, afirma.


Mais conteúdo sobre:

sergio moroBrasília
VOLTAR PARA O ESTADÃO