29.08.2018 | 07h32

A briga pelo voto moderado

Numa eleição em que os únicos votos consolidados estão nos extremos, começa a ficar encarniçada a briga pelo eleitor moderado. Diante da pulverização de candidaturas fora dos polos e do alto contingente de indecisos flagrado pelas pesquisas, será previsível assistir a um fenômeno que ocorreu em 1989: o surgimento de “ondas” na direção de um ou outro nome até que configure o segundo turno. Escrevi sobre as estratégias de cada um nesse cenário na coluna desta quarta-feira no Estadão. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO