18.04.2018 | 07h32

A Azeredo só resta rezar

“Eu espero que Deus ilumine os desembargadores”, disse Eduardo Azeredo ao Estadão sobre a iminência do julgamento de seu último recurso no Tribunal de Justiça de Minas, no próximo dia 24.

O ex-governador mineiro viu no avanço do processo que pode levá-lo à prisão uma tentativa de “compensação” depois que o PT foi atingido em cheio pela Lava Jato.


VOLTAR PARA O ESTADÃO