03.02.2019 | 14h01

O líder da oposição

“Diante da derrota iminente, Renan Calheiros renunciou à disputa por um quinto mandato na presidência do Senado e automaticamente vira candidato a líder da oposição ao governo Jair Bolsonaro”, escreveu Eliane Cantanhêde no Estadão.

Ao analisar a eleição no Senado, a colunista aposta que com a Casa dividida, Renan dará o troco e dificultará que Davi Alcolumbre assuma o protagonismo.


Mais conteúdo sobre:

Davi Alcolumbre Renan Calheiros senado
VOLTAR PARA O ESTADÃO