17.10.2018 | 15h01

Padres divididos entre Bolsonaro e Haddad

A polarização desta eleição chegou também na Igreja Católica. Rachados entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), padres e bispos têm usado missas e redes sociais de termômetro para tomarem partido no pleito, informou a Folha. O posicionamento do clero católico é prática desestimulada pela Igreja.


VOLTAR PARA O ESTADÃO