03.10.2018 | 12h13

Foco no eleitor mais pobre

A campanha do petista Fernando Haddad avalia que o candidato precisa reforçar o contato com o eleitor mais pobre após ter se formado uma onda de eleitores evangélicos contra o petista — e pró-Bolsonaro –, segundo a Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO