27.09.2018 | 08h20

Caiu no conto

“Há poucos meses, alertei nesta coluna que o mercado financeiro estava viciado nesse tipo de ilusão. Nos corredores da Faria Lima, ouvia-se o mantra de que o segundo turno seria disputado entre Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL). “O PT morreu”, rezava o consenso de mercado”, escreveu Matias Spektor na Folha.

Para o colunista, o mercado financeiro comprou novamente a ilusão de que o PT estava “morto” e agora corre o risco de ter pela frente mais uma década perdida.


VOLTAR PARA O ESTADÃO