15.03.2019 | 10h31

4 pilares para a reforma da Previdência

Para o economista e coordenador do Observatório de Política Fiscal do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV, Manoel Pires, o governo Jair Bolsonaro precisa concentrar forças nas negociações da reforma da Previdência em quatro pilares: regras de acesso, financiamento, regra de cálculo e de transição.

Ele avalia que o Congresso vai achar um ponto de equilíbrio entre a necessidade de reduzir despesas e o que é “suportável” para a população. “O governo precisa conversar com a sociedade e justificar sua proposta e, se não conseguir convencer, aí sim iniciar a negociação política”, diz ele, em entrevista ao Estadão/Broadcast.


VOLTAR PARA O ESTADÃO