09.11.2018 | 12h08

36.º partido?

Novo partido à vista? Políticos de várias siglas do centro progressista articulam união que pode resultar na criação de uma nova legenda, possivelmente de oposição ao governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). As conversas reúnem até ex-adversários, como o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf (MDB).

Também participam das negociações o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB),o ex-deputado Aldo Rebelo (Solidariedade), o senador Tasso Jereissati (PSDB) e o apresentador Luciano Huck. “As pessoas ‘boas’ do País estão conversando”, disse ao Valor um dos participantes.


VOLTAR PARA O ESTADÃO