20.03.2018 | 11h02

‘Esquerda faz exploração política do caso Marielle’

O cientista político Murilo de Aragão, da Arko Advice, de Brasília, é um dos poucos entre seus pares no País que não se encolhe na hora de contestar a narrativa da esquerda – e agora, com o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), não foi diferente.

Em entrevista à coluna Direto da Fonte, publicada no Estadão desta terça-feira, 20, Aragão diz que as esquerdas “tentam explorar o assassinato como um fato político”, com o apoio de parte da imprensa, que “promove Marielle a uma espécie de mártir”. Mas, para ele, “a sociedade, em sua maioria, não vai aceitar” essa versão. / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO