22.11.2018 | 11h10

1,4 mil cubanos do Mais Médicos se casaram no Brasil

Dos 8,3 mil médicos cubanos que atuam no Brasil, cerca de 1,4 mil se casaram com brasileiros, afirma a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Uma atualização nas regras do acordo feita em 2016 passou a permitir que os médicos que constituíssem família com brasileiros não precisariam voltar após três anos no Brasil como previsto de início.

Quando anunciou o encerramento do convênio, Cuba não apontou exceções dentro da sua convocação de retorno dos profissionais. O casamento pode facilitar a obtenção de visto de permanência no Brasil. Além disso, Jair Bolsonaro afirmou que concederá asilo para aqueles que desejarem ficar, informou o G1.


Mais conteúdo sobre:

Mais Médicos cubanos casamento opas
VOLTAR PARA O ESTADÃO