13.06.2018 | 12h40

Tostão quer Copa ‘sem perder a indignação’

O campeão Tostão faz aquele apelo-amigo aos que acreditam que a Copa é momento de alienação. Em sua coluna na Folha nesta quarta, ele afirma que é possível curtir os jogos, “sem abandonar suas atividades e sem perder a indignação”.

Ao mesmo tempo em que critica a distância que hoje há entre democracia e o país, Tostão destaca o papel do goleiro russo Yashin, “talvez, o melhor goleiro do mundo de todos os tempos”, e o compara a “Zé Carlos, companheiro no Cruzeiro nos anos 1960, que faleceu nesta terça”.


Mais conteúdo sobre:

Tostãocopa
VOLTAR PARA O ESTADÃO