05.07.2018 | 21h37

Toffoli: ‘Sem limite de pudor’

Em seu comentário para o Jornal Eldorado da Rádio Eldorado, o jornalista José Nêumanne interpretou a recente cobrança de Dias Toffoli sobre  Sergio Moro, por causa do juiz ter determinado que José Dirceu utilizasse uma tornozeleira eletrônica, como um degustação de como será sua gestão como presidente do STF. “É sinal de que (Toffoli) assumirá a presidência da Suprema Corte em setembro já não tendo mais limite nenhum que seja adotado por senso de pudor ou de perigo”, disse Nêumanne.

“Primeiramente porque desobrigou um condenado de cumprir pena após decisão na segunda instância e, portanto, contrariou jurisprudência da maioria do colegiado a que pertence e que presidirá. E também por se dizer ofendido com decisão natural do juiz sem antes comunicar que não concedia ao réu regalias de prisão domiciliar, mas de liberdade plena e sem freios”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO