12.07.2018 | 21h14

Ex-ministro diz que Cármen não pode acumular cargos

Para Coluna da Sonia Racy, no Estadão, um jurista que já teve passagem pelo Supremo Tribunal Federal garante que é impossível que Cármen Lúcia acumule a presidência do STF com a da República. Segundo este ex-ministro, a Constituição é clara: O art. 60.º da Carta, em seu parágrafo 4.º, inciso III, não autoriza essa prática.

O que pode impedir que o Dias Toffoli comande antes da hora a Corte são suas férias. Segundo a agenda, o ex-assessor de Zé Dirceu estará em Paris durante a primeira viagem de Michel Temer a próxima viagem de Temer ao exterior. Quem deve ficar no comando do Supremo é Celso de Mello.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Cármen LúciaDias Toffoli
VOLTAR PARA O ESTADÃO